Vestígios de outra galáxia encontrados dentro da Via Láctea

Visualização do Fluxo de Aquário

O projeto RAVE (Radial Velocity Experiment), chamado pelos astrônomos de “arqueologia galáctica”, pretende entender a formação da Via Láctea através da busca por até 1 milhão de vestígios de estrelas até 2012. Esse projeto objetiva estudar a fusão entre galáxias e prever quantos mais podem ser esperados no futuro.

Astrônomos ligados ao RAVE descobriram vestígios de uma antiga galáxia bem menor que a Via Láctea. Ela foi destruída quando, há cerca de 7 bilhões de anos, foi atraída pela força gravitacional de nossa galáxia e colidiu com ela.

Segundo a Dra. Mary Williams, coordenadora da pesquisa, o Fluxo de Aquário (ou Corrente de Aquário), como foi chamado esse conjunto de vestígios, é especial por estar muito mais próximo da Terra do que os demais fluxos de estrelas, mas em uma região onde a enorme quantidade de estrelas impede a visão dele.

O Fluxo de Aquário, segundo a pesquisadora, também é o mais jovem de seu tipo, pois a colisão teria ocorrido há apenas 700 milhões de anos. Ainda que as estrelas que o formam tenha 10 bilhões de anos. “Então é uma coisa velha que foi comida recentemente, algo como um lanche velho e mofado, eu acho”, afirma ela.

Fontes: Poisor Tristesi; Portal CWB; Inovação Tecnológica

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: