Criminalização do Bullying

Jamey Rodemeyer (14) assumiu sua homossexualidade em dezembro do ano passado e confessou ser alvo de bullying na escola que frequentava através de um vídeo. Infelizmente, apesar dos 500 mil acessos ao vídeo, os insultos continuaram acontecendo e, no último dia 18, ele foi encontrado morto em sua casa, após suicidar.

Pouco antes, Jamey deixou uma mensagem agradecendo Lady Gaga, de quem era fã. A cantora ficou indignada diante do que aconteceu ao garoto e postou em seu twitter:

“Os últimos dias eu passei refletindo, chorando e gritando. Eu tenho tanta raiva, é difícil sentir amor quando a crueldade tira a vida de alguém. Jamey Rodemeyer de 14 anos tirou sua vida por causa do bullying. Bullying precisa se tornar ilegal, é um crime de ódio. Eu me encontrarei com nosso Presidente. Não irei parar de lutar, isso precisa acabar. Nossa geração tem o poder de dar um fim nisso.”

Depois, Lady Gaga lançou o hashtag #MakeALawForJamey e diz que pretende iniciar uma petição, pedindo que o bullying se torne crime.

A seguir o vídeo postado por Jamey no ano passado:

A mãe de Jamey, Tracy Rodemeyer, disse à imprensa que espera que o ocorrido com seu filho sirva como uma mensagem de tolerância.

Fonte: Vagalume; A Capa; Diário Digital

Anúncios